Domingo, 10 de Maio de 2020

O VAZIO QUE PRECEDEU A CRIAÇÃO

O VAZIO QUE PRECEDEU A CRIAÇÃO

Por Fatima D’Agostino

lecocqmuller@gmail.com

a 10 de maio de 2020.


 
 
.
 
 
 

 
 


Em retrospectiva, o desenvolvimento da vida, até aqui, formava um mosaico de narrativas. Pequenas histórias, fatos narrados de maneira linear, ou não, expressando quem somos para nós mesmos e para interlocutores. Porque acumulamos histórias? Qual a finalidade de armazenar episódios passados?

Costumamos dizer que as nossas experiências nos fizeram chegar até aqui. Armazenamos lembranças, consciente ou inconscientemente, que nos impactaram. O interessante é que memórias de sofrimento, tristeza, perdas, medos, traumas, sempre são em maior quantidade que as de prazer, diversão, alegrias. E o que são essas memórias?


São apenas histórias, não representam absolutamente nada, não deixam nem vestígios após duas gerações, às vezes nem isso. Evaporam pela limitação do tempo de vida que todos temos por aqui e são enterradas por histórias recentes, sucessivamente.

Quando criança sofria por questionamentos que ninguém conseguia me responder. Por exemplo, imaginava que eu não existia, depois não existia minha família, nenhuma pessoa, nenhum animal, nem o planeta, nem as estrelas, nem o universo. Depois, o vazio me causava uma extrema ansiedade porque queria entender o que existia antes desse nada ser tudo que eu podia ver.

Como tudo começou? Não aceitava a resposta de que a luz se fez, mas queria saber quem fez a luz.

Escrevo isso para contextualizar o momento que estamos passando aqui no planeta e como isso marcará profundamente milhares de pessoas. Como um vírus, invisível e insignificante, conseguiu mobilizar bilhões de pessoas?

Essa resposta eu não sei dar e nem precisamos saber. Tentar explicar, justificar ou buscar responsáveis nos levará para o mesmo buraco da minha infância.

Além das questões por trás dos acontecimentos, sem ansiedade por respostas, o momento é um fôlego para conhecer quem somos nós por trás da história que contamos. É um exercício profundo de interiorização, sem as distrações cotidianas e apenas para quem ousar sair do modo espera de soluções e retomada da liberdade de ir e vir.

Escuto pessoas dizendo que não merecem essa quarentena morando com pessoas difíceis. Que estão tentando evoluir, mas o irmão, o pai, o amigo, a irmã, a mulher, o filho, são inconscientes e fazem perder o foco, a paciência, a paz. Será?

São inúmeras as ferramentas para revisitarmos o que fomos antes da pandemia. Será que tentamos entender o que fomos para justificar o que faremos depois? Será que entendemos, realmente, que todas as nossas ações causam reações, em nós mesmos e em todos? Descobrir e não se conscientizar, não muda absolutamente nada, só acrescenta narrativa.

Antes dessa transição planetária, podíamos ir e voltar aqui ou para qualquer outro lugar do universo, com a mesma frequência dimensional da antiga Terra, inúmeras vezes. Imagine quantos registros? Quantas famílias tivemos, quanta raiva, quanto amor e ódio sentimos? Poderíamos passar vidas vasculhando ações passadas. Quarentenas, também.

O que acontece no Planeta hoje, é que podemos acessar essas memórias emocionais e transmutar energias densas acumuladas, sem esforço, sem ajuda terapêutica, apenas pela intenção. O que sentíamos no passado, é o mesmo que, muitos de nós, relutamos em enxergar agora.

Não aceitar que vibramos o que sentimos e atraímos tudo por ondas que chegam nessa mesma frequência, fará com que fiquemos correndo na roda, feito camundongos de laboratório. Tudo bem para quem escolhe girar no mesmo lugar, é sempre opção, não prisão. Só não dá para sair num lugar diferente porque ninguém irá te carregar. Aliás, podemos até carregar alguém, mas esse alguém nunca entenderá porque foi parar naquele lugar e isso irá gerar conflito.

Para mudar a paisagem e os relacionamentos, observe o que escolhe sentir com os estímulos que recebe, momento a momento, pois tudo está se manifestando rapidamente. Sem ansiedade, sem culpa, sem raiva, permita que sua essência expresse tudo o deseja experimentar. Tudo mesmo. A essência precede a nossa chegada aqui, é abundância.

Vivemos até agora como seres mentais forjados na escassez e na rivalidade. Não perpetue a crença de que enquanto não aprendemos, ficamos repetindo a mesma experiência. Pense sobre isso. As pessoas que não percebem o que está acontecendo, continuam pedindo atenção por reforço negativo. Imagine como um jogo de ping-pong, se o outro joga e você não rebate, não tem jogo.

Muitos dizem que é fácil falar, não é você que está no meu lugar. É fácil falar, sim, porque a saída é uma só, mudar a frequência. Nos habituamos no jogo emocional da vítima e do agressor. O máximo que fazemos, muitas vezes, é inverter o papel com as pessoas do nosso convívio.

Ahh, perdi a paciência… Daí sentimos culpa, raiva, remorso e a sensação de que estamos longe da perfeição. Essas emoções não são reais, estão incrustadas no seu corpo mental e emocional, não é você.


Assim são as frequências que vibramos, reverberam em ondas e recebe quem sintoniza. O milagre não vem do céu, nem na solução mágica de se afastar do que não te faz bem ou de quem atrapalha o caminho. Estamos aqui hoje, limitados para entendimento expandido. Amor é tudo que existe e ninguém consegue explicar, apenas sentir e vibrar.


Fatima D’Agostino
Grato a Mesa Quântica Estelar, Mesa Quântica para Pets
e Frequência de Cura Arco Iris – lecocqmuller@gmail.com



Agradecimentos a:  

 


 
Para outros artigos espirituais e denúncias por favor visite:



Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
A religião organizada é desnecessária à espiritualidade.
Excelentes ensinamentos dos mestres têm sido contaminados pelo controle dogmático dessas religiões.
Discernimento sim; julgamento não.
Com discernimento é possível alcançar o espírito da letra de qualquer escritura e é também bem mais fácil escutar a voz da alma que vem do coração.
 

 
Por favor, respeitem todos os créditos


Recomenda-se o discernimento.

 
Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores

 

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

 

Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 

 
Atualização diária.
 
Free counters!



geoglobe1


 


esoterismo


 
publicado por achama às 19:12
link | comentar | favorito

NAVEGANDO NO VAZIO ENTRE O VELHO E O NOVO.


NAVEGANDO NO VAZIO ENTRE O VELHO E O NOVO.

Por Selácia.

Tradução: Regina Drumond

a 10 de maio de 2020. 



 

.

 

 
 
Muitas vezes, o espaço entre o antigo e o novo pode ser muito desafiador - sentir-se em um vazio entre o que era e o que será. Curiosamente, no entanto, esse vazio é onde temos o maior potencial para criar algo radicalmente novo e maravilhoso. Continue a ler para entender melhor o vazio e como fazer o melhor uso possível neste mês.
 
Maio é um mês de mais mudanças em nossas vidas. Estas mudanças são bastante pessoais - indo além do COVID e do estado geral disfuncional do nosso mundo. Quaisquer que sejam essas mudanças, neste mês seremos espiritualmente incentivados a fazê-las, mesmo que o COVID nunca tivesse chegado.
 
Energias retrógradas planetárias estão envolvidas, catalisando uma grande revisão de vida, envolvendo responsabilidade, relacionamentos e sucesso. O início dos três ciclos retrógrados é nesta próxima semana.
 
As energias retrógradas envolvidas: Saturno retrógrado de 11 a 29 de setembro, Vênus retrógrado de 13 a 25 de Junho e Júpiter retrógrado de 14 de Maio a 12 de Setembro.
 
Para perspectiva, ciclos retrógrados nos dão a oportunidade de revisar, reavaliar e repensar. Às vezes, isto pode parecer sério e pesado, em parte porque o que precisa ser revisto subconscientemente resistimos, queremos atrasar ou simplesmente preferimos não ver. Além disso, passar por um ciclo retrógrado - com seus desafios de enfrentar a própria  sombra  e fazer um profundo trabalho interior para fazer mudanças - pode parecer um pouco opressivo durante uma crise global.
 
O lado positivo: os retrógrados em 2020 são momentos muito poderosos para fazer mudanças pessoais que antes eram impossíveis de orquestrar. É um excelente momento para fazer a limpeza ao nível do DNA de padrões ancestrais e condicionamento do início da vida.
 
A GRANDE REVELAÇÃO
 
Lembre-se do seguinte. Enquanto cada um de nós cresce espiritualmente, participando ativamente de nossa própria revelação pessoal do que precisamos mudar - nosso mundo está experimentando o que eu chamo de grande revelação.
 
Conforme descrevo mais em meu novo livro Previsões 2020, este ano e a próxima década de mudanças levam a humanidade a ter uma grande reavaliação de como chegamos aqui a esse espaço difícil e insustentável.
 
Durante esse processo, informações históricas talvez não escritas, propositalmente ocultas ou perdidas começarão a aparecer.
 
REAVALIANDO A HISTÓRIA
 
Nossa história não é o que pensávamos. Por quê? Uma razão é que os historiadores, ao longo dos tempos, podem ter tido um viés, carecer de toda a cena ou simplesmente entender mal o contexto dos eventos. Parte disso pode ter a ver com a tradução para diferentes idiomas e dialetos. Uma segunda razão pode ser atribuída à poderosa influência que os líderes orientados pelo ego tiveram no controle da informação.
 
Estou mencionando os dois aqui, em parte porque esse tema da informação distorcida - presente novamente hoje - tem raízes antigas. Nós experimentamos isso muitas vezes!
 
ESTA É A NOSSA VEZ
 
Saiba que ESTA é a vida em que cada um de nós veio codificado para (1) querer a verdade (2) querer fatos baseados em evidências (3) aprender a identificar líderes orientados pelo ego (4) aprender a desenvolver o discernimento.
 
Como escrevi na semana passada ("Anseio por liberdade e certeza - Discernimento durante o Caos"), vivemos uma época em que precisamos desenvolver nosso discernimento e nossa capacidade de classificar informações confusas ou tendenciosas para descobrir os fatos e nossa própria verdade.
 
O discernimento é uma habilidade em desenvolvimento. O mesmo acontece com a habilidade de reter julgamento e evitar o medo enquanto investigamos as informações.
Durante o mês de Maio, as duas habilidades precisam ser aprimoradas, para não sermos pegos pela mais recente histeria ou xingamentos.
 
MESTRES ILUMINADOS
 
Os Mestres iluminados, como Buda, se estivessem vivos hoje, iluminariam as distorções e desequilíbrios que os humanos aceitaram como "normais". Eles nos lembrariam por que estamos aqui - todos nós juntos neste pequeno planeta - lembrando como amar e estar com o outro e com a Terra.
 
De fato, sua sabedoria permanece viva para nós hoje, à medida que navegamos nesses tempos desafiadores. Confie nisto. E confie que, por mais loucas que as coisas sejam, temos propósitos mais elevados para esses momentos. Nos próximos tempos, cada um de nós tem o potencial de explorar isso em um nível muito pessoal - e depois empreender ações que reflitam nossos papéis únicos. É assim que mudamos a nós mesmos - é assim que mudamos o mundo.
 
Selácia.
 

 



Agradecimentos a:  
  • Regina Drumond - reginamadrumond@yahoo.com.br

 
artigos anteriorerTodos os artigos


Para outros artigos espirituais e denúncias por favor visite:





Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.
A religião organizada é desnecessária à espiritualidade.
Excelentes ensinamentos dos mestres têm sido contaminados pelo controle dogmático dessas religiões.
Discernimento sim; julgamento não.
Com discernimento é possível alcansar o espírito da letra de qualquer escritura e é também bem mais fácil escutar a voz da alma que vem do coração.
 

 
Por favor, respeitem todos os créditos

 
 

Recomenda-se o discernimento.

 

Todos os artigos são da responsabilidade do respetivos autores ou editores.

 

 

Nenhum credo religioso ou político é defendido aqui.

 

 

Individualmete pode-se ser ajudado a encontrar a própria Verdade que é diferente a cada um de nós.

 
 

 
Atualização diária.
 
Free counters!



geoglobe1

 


esoterismo


 
publicado por achama às 18:24
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.posts recentes

. O VAZIO QUE PRECEDEU A CR...

. NAVEGANDO NO VAZIO ENTRE ...

.arquivos

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Novembro 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Janeiro 2018

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Dezembro 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds